segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Indução do parto



Muitas mulheres todos os anos do mundo inteiro passam por induções, problemas de saúde com a mãe ou o bebê são um dos principais motivos para interromper a gestação, outro é quando a gestação passa de 41 semanas. Todo procedimento tem beneficios e riscos, a indução também, e não deve ser usada de rotina.Antes de decidir pela indução, discuta sobre esses detalhes importantes como seu obstetra.
Tradução do vídeo:
Algumas vezes o corpo precisa de uma ajuda para que o trabalho de parto comece. No vídeo a gestante Sheryl grávida de 39 semanas será induzida , existem muitas formas de induzir o parto, e todas tem o mesmo objetivo, desencadear o trabalho de parto.
‘Nós induzimos as contrações, e essas contrações devem dilatar o colo do útero, e com o progresso da dilatação o bebê nasce via vaginal.” Dr.Richard Carapeltolli
Seu médico ou parteira podem indicar indução nos casos de:
– Gestação prolongada;
– A bolsa rompe mas o trabalho de parto não começa;
– Ou problemas de saúde, que é o caso da Sheryl;
Existem vários metodos para induzir:
- Sonda Foley :que é a mesma inserida na uretra, no caso ela é introduzida no canal vaginal, dentro do colo do útero, e faz com que o corpo produza prostaglandinas e o trabalho de parto comece;
-Prostaglandinhas: Essa mesma substância é encontrada em comprimidos vaginais e gel vaginal, que serve para afinar e dilatar o colo do útero, causando contrações;
- Descolar a bolsa amniótica: é uma das mais comuns e frequentes, e ajuda a iniciar as contrações, mas é preciso ter alguma dialatação ( 1 ou 2 cms).
- Estourar a bolsa: romper a bolsa amniotica ajuda a iniciar o trabalho de parto, é preciso ter alguma dilatação e é eficaz para acelerar o trabalho de parto ( mas tem riscos ).
- Ocitocina: É a forma sintética de hormônio natural do corpo que desencadeia o trabalho de parto, é o método mais popular, Sheryl receberá ocitocina hoje .
Quando é usado ocitocina:
– Quando o colo do útero não esta afinando nem amaciando ;
– Se o parto regride ao invés de evoluir;
– Se a bolsa rompe mas após horas o parto ainda não começou;
Ocitocina nem sempre é uma solução rápida. Se a mãe já esta com contraces, quando aplicada ocitocina ela vai evoluir rápido, se o colo do útero não esta favorável pode-se usar doses pequenas por até 12 horas para preparar o colo do útero, Sheryl esta com monitoramento contínuo, coração do bebe e força da contração através do cardiotoco. Não tem necessidade disso e é extremamente desconfortável para a mãe, pois ela precisa ficar deitada, evoluindo mais devagar e aumentando a sensação de dor.
Após 2 horas de indução, ela esta com 3 cms e o médico com pressa, rompe a bolsa para acelerar o trabalho de parto. Indução em geral é seguro, mas traz riscos, por isso é preciso discutir esses riscos com o médico. Nem sempre as induções são bem sucedidas e se isso acontecer, a mulher será submetida a uma cesárea.
Depois de 7 horas de indução, Sheryl acha que esta demorando mais do que ela esperava, mas decide não tomar analgesia peridural, ( comum nos EUA). 11 horas após o início da indução, ela esta pronta para empurrar. Sheryl dá a luz a uma menina saudável, ela diz que a sensação de dor com a ocitocina foi intensa, mas nem mais nem menos do que no parto anterior, que foi natural. Ela esta feliz que a indução tenha funcionado e feliz de conhecer sua filha.

Fonte: BabyCenter

Nenhum comentário: